Dez estudantes da Católica de Santa Catarina – nove de Jaraguá do Sul e um de Joinville – partem nesta quarta-feira, 6, para o maior combate de robôs da América Latina: a 12ª Winter Challenge, promovida pela Robocore. Essa é a quarta vez que a equipe Wickedbotz, formada por alunos dos cursos de Sistemas de Informação e de Engenharia Mecânica, participa da competição em São Caetano do Sul (SP).

O combate começa nesta quinta-feira, 7, e segue até domingo, 10. Participam os acadêmicos Igor Affonso Augustin e Israel Bona, de Engenharia Mecânica, e Luiz Almeida Júnior, Igor Fachini, Anderson Merten, Willian Nichelatti, Guilherme Mateus Fagundes, Osmar Petry, Leonardo Amadio dos Santos, e Fernando Cardoso, todos de Sistemas de Informação, e os professores Maurício Henning e Manfred Heil Júnior.

Os sete robôs, criados pela própria equipe, competem em quatro categorias. Um de batalha, apelidado de Jason, precisará destruir o oponente; dois, de sumô, tentarão empurrar os concorrentes fora de uma arena; outros dois seguem uma linha pré-definida, onde ganha quem chegar primeiro; e os dois últimos são autônomos de trekking, que utilizam GPS, bússola e sonares para desviar de cones em uma pista.

A expectativa de medalhas reside especialmente em Jason ou no robô de trekking Earh Rover, que ganhou medalha de ouro na Winter Challenge em 2014 – quando ainda se chamada Robô A. “Estamos aperfeiçoando a programação desses robôs desde a primeira edição, há quatro anos. Por isso, apostamos no desempenho deles”, comenta Manfred.

Para participar da Winter Challenge, a Wickedbotz conta com o patrocínio 3D Innov Brasil, Adapcon Click Odontologia, Consistem e Biamap, e apoio da J7S, ZHZ, Menegotti Máquinas, Augustin Metalúrgica, Unimatriz, Buhler, Efitras, TecnoTêmpera, Hidefran Ferramentaria e Metalúrgica Hame.

Projetos de pesquisa e inovação envolvem empresas e comunidade

A Wickedbotz é uma equipe de guerra de robôs criada em 2008, em Joinville, que tem como objetivo participar de competições nacionais e internacionais de robôs. Atualmente, o grupo envolve acadêmicos dos cursos de Sistemas de Informação e de Engenharia Elétrica e Mecânica das unidades de Jaraguá do Sul e Joinville.

Além de participar de competições de robótica, a Wickedbotz difunde o conhecimento da robótica para a comunidade onde está inserida e desenvolve diversos projetos de pesquisa e inovação. Um dos projetos desenvolvidos recentemente pela equipe é a caixa de areia de realidade avançada para o Curso de Arquitetura e Urbanismo, que permite simular alterações topográficas no ambiente.

Outra proposta que contou com a participação da Wickedbotz é a implantação de um sistema inédito de sensoriamento de máquinas agrícolas, com o objetivo de melhorar o desempenho dos tratores da New Holland – fabricante internacional de implementos agrícolas.

Empresas interessadas em executar iniciativas na área de inovação em parceria com a equipe podem entrar em contato com o professor responsável, Manfred Heil Júnior, pelo telefone (47) 3275-8316 ou pelo e-mail manfred@catolicasc.org.br

Outras informações sobre a equipe podem ser obtidas no site ou em nosso pagina do Facebook.

Os sete robôs criados pela equipe competem em quatro categorias

Criação da Wickedbotz, robô de sumô tentará empurrar o concorrente fora de uma arena na competição

Categorias: Notícia

0 comentário

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *